DENÚNCIA AO COAF - CONTABILISTAS TERÃO DE INFORMAR OPERAÇÕES SUSPEITAS



O Conselho Federal de Contabilidade publicou no Diário Oficial da União da última terça-feira (30/7) aResolução 1.445/2013, que obriga os contadores e empresas prestadoras de serviço contábil a denunciar operações suspeitas de lavagem de dinheiro. Ela entra em vigor em 1º de janeiro de 2014.
A norma atende determinação prevista na nova Lei de Lavagem de Dinheiro (Lei 9.613/1998 e alterações dadas pela 12.683/2012). A resolução determina que contadores, assessores, auditores ou conselheiros contábeis deverão informar as operações suspeitas ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Mais de 480 mil profissionais atuam na área.
A regulamentação do CFC segue orientações da Resolução 24 do Coaf, que trata dos procedimentos a serem adotados por consultorias, contadorias, auditorias e prestadores de assistência ou aconselhamento para o cumprimento da nova lei de lavagem de dinheiro.
Entre as regras previstas para os contabilistas estão informar o Coaf todos os serviços que envolvam o recebimento de valores acima de R$ 30 mil em espécie ou em cheque ao portador e aquisição de ativos, pagamentos, constituição de empresa ou aumento de capital acima de R$ 100 mil, feitos em espécie.
Os profissionais de contabilidade também deverão manter um cadastro com a identificação do cliente, descrição, data e valor da operação, além de forma e meio de pagamento. Os clientes suspeitos não poderão ser informados sobre a denúncia.
A nova regulamentação foi comemorada por entidades e profissionais de contabilidade. Para o presidente da Federação dos Contabilistas do estado de São Paulo, José de Souza, a regra deveria valer inclusive para advogados.
“Este é só o primeiro passo contrário às operações ilegais. Os profissionais de contabilidade foram os pioneiros a regulamentar essa obrigação, que deveria ser estendida a todos os profissionais, como: economistas, engenheiros, administradores e advogados”, afirmou.
Em abril, o presidente do Coaf, Antonio Gustavo Rodrigues, já declarou que os advogados não podem delatar seus clientes devido à imposição do sigilo profissional, mesmo entendimento do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.
Ex-presidente do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis do estado de São Paulo, José Maria Chapina diz que a norma reflete uma “obrigação de todo cidadão”, apesar de ver nela um item a mais na burocracia. "Não podemos contestar uma medida como essa, mas é burocrático. O poder de policia não está com um órgão contábil, mas com o Estado”, pondera.
Advogados
Já entre advogados a regulamentação é vista com ressalvas. “Os contabilistas, como advogados, médicos, e outros, estão submetidos a critérios muito severos respeitantes ao sigilo profissional. Dentro dessa perspectiva eles não têm como delatar clientes ao MP, à Fazenda Pública ou ao Poder Judiciário”, afirma o criminalista Paulo Sérgio Leite Fernandes.
Ele faz uma distinção entre a situação do advogado e do contabilista. Enquanto o primeiro só toma conhecimento do problema depois de consumado, o segundo toma contato com ele enquanto se desenrola. “O contabilista consultado pode não aceitar o empreendimento. Mas ele também não pode informar que recusou, porque foi objeto de uma consulta de caráter sigiloso”, defende.
O criminalista Edson Junji Torihara, do escritório Toron, Torihara e Szafir Advogados, questiona se o Estado tem capacidade para processar o volume e informações consideradas suspeitas. “Muitas ações ativas de fiscalização e controle (que em tese devem ser dos órgãos estatais) estão sendo desviadas para responsabilidade do particular. Isto, com certeza, gerará um enorme aumento na comunicação das operações de comunicação obrigatória e, sempre que houver dúvida, ela será considerada suspeita? O Estado estará preparado para tudo isso?”.
Ele também tem dúvidas quanto a legalidade de parte do artigo 2º da resolução, que prevê o monitoramento das atividades dos empregados. “Até que ponto isto não pode indicar uma invasão de privacidade e da intimidade das pessoas?”, indaga.

Fonte: Revista Consultor Jurídico, 1º de agosto de 2013



 


 RECEITA FEDERAL NOTIFICA DEVEDORES DO SIMPLES NACIONAL

 NOTA OFICIAL DO MINISTÉRIO DO TRABALHO: Esclarecimentos sobre jornada de trabalho

 TABELA DO IMPOSTO DE RENDA SERÁ CORRIGIDA EM 5% NO ANO QUE VEM

 NÚMERO DE NOVAS EMPRESAS NO BRASIL PASSA DE 1 MILHÃO NO PRIMEIRO SEMESTRE

 NOTA DE FALECIMENTO – Joana Darc

 OBRIGATORIEDADE DO CEST CONFUNDE ATÉ AS FAZENDAS ESTADUAIS

 NCM: O QUE SIGNIFICA E QUAL A SUA IMPORTÂNCIA?

 ABERTURA DE EMPRESAS CRESCE 3,5% NOS PRIMEIROS CINCO MESES DO ANO

 RN: NF-E REGRA DE VALIDAÇÃO PARA OPERAÇÕES INTERESTADUAIS

  NOVO SIMPLES NACIONAL PRESTES A ENTRAR EM VIGOR

 NÚMERO DE EMPRESAS CRIADAS NO BRASIL É O MAIOR DESDE 2010

 SAIBA MAIS SOBRE O SALÁRIO-MATERNIDADE

 PODE VENDER AS FÉRIAS?

 CONTRIBUINTE JÁ PODE CONSULTAR EXTRATO DA DECLARAÇÃO DO IR 2016

 GOVERNO PRETENDE TRIBUTAR 100% DO LUCRO DAS EMPRESAS

 CONVÊNIO 93/2015 SOBRE ICMS DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA CONSUMIDOR FINAL GERA TRANSTORNOS EM CONTRIBUINTES

 NOVIDADES SOBRE O USO DA NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA - NFC-E

 SEMANA DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL PREVÊ 6 MIL ATENDIMENTOS NO RN

 IR: PRAZO PARA ENVIO DAS DECLARAÇÕES TERMINA DIA 29 DE ABRIL

 DeSTDA: PRORROGAÇÃO DO PRAZO DE ENTREGA ACUMULA OBRIGAÇÃO

 AVISO PRÉVIO PROPORCIONAL PODE SER INTEGRALMENTE TRABALHADO

 ESTUDO CRITICA ELEVADA CARGA TRIBUTÁRIA E PROPÕE NOVO SISTEMA

 COMO ABRIR UM NEGÓCIO COM POUCO DINHEIRO PRÓPRIO

 MULHERES SÃO AS QUE MAIS FORMALIZAM EMPRESAS NO BRASIL

 PRAZO PARA EMPRESAS FAZEREM A DECLARAÇÃO FISCAL ENCERRA NESTA QUINTA-FEIRA

 'NÃO ABANDONAMOS A CPMF', DIZ MINISTRO DA FAZENDA

 EM MEIO À CRISE, MICROFRANQUIAS CRESCEM 12,8% NO BRASIL

 EMPRESAS ADOTAM GESTÃO TRANSPARENTE

 LEI QUE ELEVA IMPOSTO SOBRE GANHO DE CAPITAL É SANCIONADA

 CRISE E DESEMPREGO IMPULSIONAM EMPREENDEDORISMO NO RN

 CONFIRA 19 DESPESAS PARA DEDUZIR DO IMPOSTO DE RENDA

 ICMS-CONFAZ: EMPRESA NO SIMPLES NACIONAL ESTÃO DISPENSADAS DE RECOLHER O DIFERENCIAL DE ALÍQUOTAS INSTITUÍDO PELA EC 87/2015

 CRISE ECONÔMICA PUNE SETORES PRODUTIVOS E OS CONSUMIDORES

 PEQUENAS EMPRESAS GERAM R$ 18,8 MILHÕES PARA COFRES PÚBLICOS

 CONTRIBUINTE QUE PERDEU O EMPREGO EM 2015 PODE TER 100% DE RESTITUIÇÃO

 STARTUPS DE SERVIÇOS SÃO AS QUE MAIS ATRAEM INVESTIDORES

 SPED: DECRETO ACABA COM A OBRIGATORIEDADE DO LIVRO CONTÁBIL

 RECEITA LIBERA AMANHÃ PROGRAMA GERADOR DO IMPOSTO DE RENDA

 MUDANÇAS NO IR DE 2016 PODEM RETER MAIS CONTRIBUINTES NA MALHA FINA

 LIMINAR SUSPENDE CLÁUSULA 9ª DO CONVÊNIO ICMS Nº 93/2015 PARA EMPRESAS DO SIMPLES NACIONAL

 EMPRESAS E PESSOAS FÍSICAS COM BENS NO EXTERIOR DEVEM DECLARAR A PARTIR DE HOJE

 ICMS: FALTA DE PADRONIZAÇÃO DO ESTADOS INFERNIZA VIDA DAS EMPRESAS

 RECEITA ESPERA RECEBER 28,5 MILHÕES DE DECLARAÇÕES DO IMPOSTO DE RENDA ESTE ANO

 COMECE A PREPARAR A DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA DE 2016

 AÇÃO NO STF TENTARÁ BARRAR AS NOVAS REGRAS DO ICMS INTERESTADUAL

 CONTRIBUINTE TERÁ DE INCLUIR NA DECLARAÇÃO CPF DE DEPENDENTE MAIOR DE 14 ANOS

 FENACON SE UNE A ENTIDADES PARA DEBATER SOBRE NOVO SISTEMA DE RECOLHIMENTO DO ICMS

 EMPRESÁRIOS TÊM ATÉ DIA 30 PARA PAGAR CONTRIBUIÇÃO SINDICAL

 VALOR DE CONTRIBUIÇÃO DO MEI PASSA POR REAJUSTE NESTE ANO

 RECEITA DEVE DEFINIR NORMAS PARA REPATRIAÇÃO DE RECURSOS ATÉ 15 DE MARÇO

 INSS ALTERA TABELA DE DESCONTO E TRABALHADOR VAI PAGAR MENOS IMPOSTO EM 2016

 NÃO ESPERE A CRISE PASSAR

 RECEITA FEDERAL ORIENTA SOBRE DEMISSÃO DE EMPREGADOS NO ESOCIAL

  GOVERNOS ESTADUAIS AUMENTAM BUROCRACIA PARA EMPRESAS EM 2016

 PRAZO DE AGENDAMENTO PARA O SIMPLES NACIONAL EM 2016 VAI ATÉ QUARTA-FEIRA, 30

 GUIA PARA RECOLHIMENTO DE ENCARGOS TRABALHISTAS FICA DISPONÍVEL NO ESOCIAL

 RECEITA PRORROGA CONDIÇÕES ESPECIAIS DE REPARCELAMENTO DO SIMPLES NACIONAL

 “DECLARAÇÃO NEGATIVA” AO COAF DEVE SER FEITA EM JANEIRO

 RECEITA FEDERAL APURA DIFERENÇA EM VALORES DECLARADOS NO RN

 PONTUAL CONTADORES PARTICIPA DE AÇÃO DA PASTORAL MISSIONÁRIA

 SAIBA O QUE FAZER SE VOCÊ CAIU NA MALHA FINA DA RECEITA FEDERAL

 FECHAMENTO DE LOJAS BATE RECORDE NO BRASIL, DIZ CNC

 INADIMPLENTES COM TRIBUTOS DO ESTADO TÊM NOVA CHANCE NO MUTIRÃO LEGAL

 10 DICAS DE EMPRESÁRIOS DE SUCESSO PARA ENFRENTAR A CRISE

 GOVERNO FARÁ UM MUTIRÃO FISCAL PARA NEGOCIAR DÍVIDAS COM DEVEDORES

 ‘13º PRECISA SER USADO COM CONSCIÊNCIA’

 PEQUENAS EMPRESAS POTIGUARES GERAM MAIS DE R$ 15 MILHÕES EM TRIBUTOS

 PONTUAL CONTADORES APOIA AÇÃO DA PASTORAL MISSIONÁRIA

 MICROEMPREENDEDORES INDIVIDUAIS GANHAM FORÇA E VISÃO EMPRESARIAL NO RN

 SEGURADOS DO INSS RECEBEM PAGAMENTO COM A SEGUNDA PARCELA DO 13º SALÁRIO A PARTIR DO DIA 24

 PRIMEIRA PARCELA DO 13º SALÁRIO DEVE SER PAGA ATÉ 30 DE NOVEMBRO

 PEQUENAS EMPRESAS QUE ADERIREM AO PPE DEVEM OPTAR POR PERÍODO MAIS CURTO

 RECEITA PAGA HOJE 6º LOTE DE RESTITUIÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA

 TRIBUTAÇÃO DO RN REFINANCIA DÍVIDAS E PREVÊ ARRECADAÇÃO DE R$ 100 MILHÕES

 SENADO RECOLOCA OBRIGAÇÃO DE DECLARAR PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO

 SEXTO LOTE DE RESTITUIÇÃO DO IR BENEFICIARÁ 2,1 MILHÕES DE CONTRIBUINTES

 "A CRISE É OPORTUNIDADE PARA CRIAR AMBIENTE DE NEGÓCIOS", DIZ SALES

 VEM AÍ O SUPER MEI

 CAMPANHA CONTRA AUMENTO DE IMPOSTOS LEVA PATO GIGANTE À ESPLANADA

 SIMPLES DOMÉSTICO: TIRE ALGUMAS DÚVIDAS

 VOCÊ SABE O QUE ACONTECE COM UMA EMPRESA QUE SONEGA IMPOSTOS?

 NOTA TÉCNICA SOBRE O REFIS

 NOVO SISTEMA DE UNIFICAÇÃO DOS TRIBUTOS DEVE BENEFICIAR EMPRESAS DO RN

 e-SOCIAL: SITE DISPONIBILIZA IMPORTANTES INFORMAÇÕES

 CRONOGRAMA DO E-SOCIAL

 DENÚNCIA AO COAF - CONTABILISTAS TERÃO DE INFORMAR OPERAÇÕES SUSPEITAS

 GOVERNO LANÇA O PORTAL DO EMPREGADOR DOMÉSTICO NA INTERNET

 VEJA COMO O SPED SOCIAL VAI AFETAR AS PEQUENAS EMPRESAS

 OS PRÓS E CONTRAS DO PARCELAMENTO TRIBUTÁRIO

 O ESTRESSE E O PROFISSIONAL DA CONTABILIDADE

  MICROEMPRESAS SÃO AS QUE MAIS CRIAM EMPREGOS

 NÃO VALORIZAR SEU CONTADOR É DAR UM TIRO NO PÉ!